3295-4004
famig@famig.edu.br

Odontologia – Perfil do Egresso

O perfil desejado para o egresso do Curso de Odontologia da FAMIG repousa em uma sólida formação generalista, técnica, científica e humanista, com capacidade crítica e reflexiva, preparado para atuar, pautado por princípios éticos e rigor técnico, no processo de saúde-doença em seus diferentes níveis de atenção. Enfatiza-se a perspectiva da integralidade da assistência, com senso de responsabilidade social e compromisso com a cidadania, além, de estar capacitado ao exercício de atividades referentes à saúde bucal da população, pautado na compreensão da realidade social, cultural e econômica do seu meio, dirigindo sua atuação para a transformação da realidade em benefício da sociedade.

A habilitação em Odontologia é genérica. Por isso, para alcançar o perfil desejado do formando, o curso de odontologia deve propiciar a seus alunos o desenvolvimento e a prática pedagógica, ao menos, das seguintes habilidades:

I – respeitar os princípios éticos inerentes ao exercício profissional;

II – atuar em todos os níveis de atenção à saúde, integrando-se em programas de promoção, manutenção, prevenção, proteção e recuperação da saúde, sensibilizados e comprometidos com o ser humano, respeitando-o e valorizando-o;

III – atuar multiprofissionalmente, interdisciplinarmente e transdisciplinarmente com extrema produtividade na promoção da saúde baseado na convicção científica, de cidadania e de ética;

IV – reconhecer a saúde como direito e condições dignas de vida e atuar de forma a garantir a integralidade da assistência, entendida como conjunto articulado e contínuo das ações e serviços preventivos e curativos, individuais e coletivos, exigidos para cada caso em todos os níveis de complexidade do sistema;

V – exercer sua profissão de forma articulada ao contexto social, entendendo-a como uma forma de participação e contribuição social;

VI – conhecer métodos e técnicas de investigação e elaboração de trabalhos acadêmicos e científicos;

VII – desenvolver assistência odontológica individual e coletiva;

VIII – identificar em pacientes e em grupos populacionais as doenças e distúrbios buco-maxilo-faciais e realizar procedimentos adequados para suas investigações, prevenção, tratamento e controle;

IX – cumprir investigações básicas e procedimentos operatórios;

X – promover a saúde bucal e prevenir doenças e distúrbios bucais;

XI – comunicar e trabalhar efetivamente com pacientes, trabalhadores da área da saúde e outros indivíduos relevantes, grupos e organizações;

XII – obter e eficientemente gravar informações confiáveis e avaliá-las objetivamente;

XIII – aplicar conhecimentos e compreensão de outros aspectos de cuidados de saúde na busca de soluções mais adequadas para os problemas clínicos no interesse de ambos, o indivíduo e a comunidade;

XIV – analisar e interpretar os resultados de relevantes pesquisas experimentais, epidemiológicas e clínicas;

XV – organizar, manusear e avaliar recursos de cuidados de saúde efetiva e eficientemente;

XVI – aplicar conhecimentos de saúde bucal, de doenças e tópicos relacionados no melhor interesse do indivíduo e da comunidade;

XVII – participar em educação continuada relativa a saúde bucal e doenças como um componente da obrigação profissional e manter espírito crítico, mas aberto a novas informações;

XVIII – participar de investigações científicas sobre doenças e saúde bucal e estar preparado para aplicar os resultados de pesquisas para os cuidados de saúde;

XIX – buscar melhorar a percepção e providenciar soluções para os problemas de saúde bucal e áreas relacionadas e necessidades globais da comunidade;

XX – manter reconhecido padrão de ética profissional e conduta, e aplicá-lo em todos os aspectos da vida profissional;

XXI – estar ciente das regras dos trabalhadores da área da saúde bucal na sociedade e ter responsabilidade pessoal para com tais regras;

XXII – reconhecer suas limitações e estar adaptado e flexível face às mudanças circunstanciais;

XXIII – colher, observar e interpretar dados para a construção do diagnóstico;

XXIV – identificar as afecções buco-maxilo-faciais prevalentes;

XXV – propor e executar planos de tratamento adequados;

XXVI – realizar a preservação da saúde bucal;

XXVII – comunicar-se com pacientes, com profissionais da saúde e com a comunidade em geral;

XXVIII – trabalhar em equipes interdisciplinares e atuar como agente de promoção de saúde;

XXIX – planejar e administrar serviços de saúde comunitária;

XXX – acompanhar e incorporar inovações tecnológicas (informática, novos materiais, biotecnologia) no exercício da profissão.

Em síntese, o profissional egresso do Curso de Odontologia deve estar dotado de fundamentos humanísticos que lhe confiram habilidade crítica e reflexiva de sua atuação profissional; de um conhecimento técnico-científico fundamental, fundamentado na capacidade de desenvolvimento autossuficiente e em constante diálogo com a realidade social dinâmica; e ainda de capacitação para atuar como Cirurgião Dentista, através da extensão universitária, da produção científica e de uma sólida prática Odontológica orientada. Deve estar capacitado para pensar, adquirir e produzir o conhecimento.

Ao fim do curso, além de produzir seu próprio conhecimento, o acadêmico deve estar preparado para ingressar na realidade de um mercado de trabalho dinâmico e competitivo, em que dele serão exigidas não apenas as habilidades técnicas pertinentes à profissão, mas, também, uma visão criativa e criadora da Odontologia.

Registrations
Register with us by filling out the form below.

A senha deve ter ao menos 7 caracteres
A senha deve ter ao menos 7 caracteres

Please login to view this page.
Please login to view this page.
Please login to view this page.